O Jornal Extra publicou uma entrevista com coordenador de gestão de projetos Alumni Coppead/UFRJ, onde o especialista afirma que o conceito de Coworking veio para ficar. As vantagens são inúmeras dentro da nova dinâmica colaborativa de trabalho. Veja trechos da entrevista:

RIO – O modelo colaborativo é uma evolução da cultura do trabalho nas corporações, mas tem também a ver com transformações digitais e escassez de recursos, avalia o coordenador de gestão de projetos Alumni Coppead/UFRJ.

O modelo de trabalho colaborativo será adotado por todas as empresas?

Ele é uma evolução da cultura de trabalho e também da necessidade atual. A escassez de recursos, as transformações digitais e o momento de crise exigem mais criatividade e inovação. É um modelo forte, que veio para ficar. E a tendência é que o porte das empresas que escolhem esse caminho cresça.

Incluindo os grandes grupos?

Não precisa mais de uma grande empresa para atingir milhares de clientes. Os meninos das garagens do Vale do Silício fazem isso. Lançam produtos que mudam o mundo. Não é o tamanho que conta.

Como a mudança no espaço de trabalho afeta o negócio?

O espaço compartilhado afeta positivamente o negócio. Primeiro, traz viabilidade financeira, principalmente para o pequeno empreendedor. Mas, na hora de escolher, ele tem de verificar se o coworking se encaixa no modelo de negócios dele, qual é a rede de empreendedores do local. A conexão, a integração de projetos, tem valor nessa escolha. Abre novas parcerias, novas áreas e projetos. (G.C.)

Acesse a entrevista completa: https://extra.globo.com/noticias/economia/coworking-um-modelo-que-veio-para-ficar-diz-especialista-21893640.html